quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Saúde do gato: bolas de pelos

10:43

Saiba por que se formam as bolas de pelos, seus riscos e conheça formas de prevenção e tratamento.


Os gatos têm por hábito cuidar rigorosamente de sua higiene lambendo-se para a manutenção de sua pelagem. Inevitavelmente este hábito implica na deglutição de pelos, já que a língua do animal é áspera e não lhes permite cuspir os pelos que ficam agarrados.
A consequência de o animal engolir pelo é o acúmulo deste no estômago, já que os pelos não são digeríveis; e o posterior ato de expelir através do vômito. Os pelos são vomitados em pequenos emaranhados de forma tubular, com cerca de cinco centímetros.

As bolas de pelos expulsas são chamadas de tricobezoares.

“Isso é comum, especialmente em raças de pelos longos, como Angorá e Persa“, tranquiliza a veterinária Giuliana Tessari, da clínica Pet Center Marginal, em São Paulo.

A incidência de bolas de pelos acentua-se também nos momentos em que há a muda da pelagem.

A expulsão das bolas de pelos através do vômito não é algo ruim. Para o gato é melhor expeli-las pela boca do que defecá-las.

Bolas de pelo podem gerar problemas de saúde para meu gato?

Quando as bolas de pelo passam para o intestino, elas desregulam o sistema digestivo do animal e provocam alterações como dificuldades de evacuação ou diarreia. Um grande risco é o de haver também uma oclusão intestinal, sendo neste caso necessária uma operação para a remoção das bolas de pelos, pois se a situação se prolongar sem tratamento o gato pode vir a morrer.

Expelir bolas de pelos pela boca de uma a quatro vezes por mês é considerado normal e não causa nenhum problema ao gato. Nos gatos de pelo curto a média é menor. Se o gato vomita mais do que quatro vezes por mês, se expele bolas sucessivamente ou se passou a vomitar mais do que o normal, então este deve ser levado ao veterinário.

No gato normal não deve estar presente nenhum outro sinal clínico além da regurgitação de bolas de pelos. Se o gato evidenciar perda de peso, desidratação, diarreia, anorexia, pelagem sem brilho ou com falhas, tosse ou outras alterações, este deverá ser submetido a exames mais específicos.

Observe atentamente seu animal, pois problemas dermatológicos que levam a coceira, alergias alimentares e doenças gastrointestinais, como distúrbios de motilidade ou tumores, têm como sintoma a expulsão excessiva de tricobezoares.

É importante observar também se o seu animal não está com distúrbios de comportamento ou neurológicos, como a alopecia psicogênica, que faz com que o animal, por estar depressivo, lamba-se compulsoriamente, causando dermopatias auto induzidas e engolindo mais pelo que o comum.

Que ações preventivas posso tomar para reduzir a incidência de bolas de pelos

  • Escovar seu gato diariamente ou, no mínimo, três vezes por semana, ajudando a eliminar boa parte dos pelos mortos que seriam engolidos por ele;
  • Tosar seu gato;
  • Dar uma ração de qualidade que mantenha o pelo em boas condições, evitando a queda;
  • Utilizar guloseimas com óleo mineral, que ajuda à separação dos pelos e a passagem segura da bola de pelos se esta se direcionar ao intestino;
  • Adicionar fibras a alimentação do gato, através de complementos alimentares adicionados nas refeições ou do fornecimento de fibras naturais que podem ser oferecidas ao gato como, por exemplo, a alfafa, vendida em alguns pet shops com o nome de “graminha” para gato;
  • Lembre-se de que, antes de lançar mão de quaisquer desses recursos, é preciso ouvir a opinião de um veterinário.


Qual é o tratamento para gatos com problemas com bolas de pelos?

Caso o gato esteja tendo problemas por conta das bolas de pelo, pode ser necessário o tratamento clínico com uso de medicações via oral para facilitar o transito aboral normal ou aumentar a motilidade; ou uso de pomadas que são aplicadas nas patas ou no focinho, para que o animal lamba essas regiões e engula o medicamento aos poucos.

Em casos extremos são realizados procedimentos cirúrgicos para a remoção das bolas de pelos.

Fique atento às necessidades de seu gato! Um animal saudável e bem cuidado é uma companhia que traz felicidade aos seus dias.

Fonte: PetMag
Texto: Giselle Coutinho

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

 

© 2013 Espaço VetZoo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top