quinta-feira, 29 de março de 2012

Detecção de Doenças Genéticas e Bovinos

13:03

Algumas doenças genéticas causam a morte de animais ou a diminuição da fertilidade. Estes 2 fatos levam a perdas econômicas significantes para o pecuarista. 

Dentro de certos níveis a mortalidade em rebanhos pode ser considerada razoável, mas parte importante desta é de causa desconhecida, sendo um desafio para o criador: Saber por que animais morrem é o primeiro passo para prevenir mais mortes.As taxas mortalidade em rebanhos leiteiros geralmente são altas e, segundo artigo publicado pela REHAGRO (2003), estão aumentando e são bem maiores do que nos rebanhos de gado de corte. No Brasil, ainda não existe um estudo estatístico sistemático sobre doenças genéticas que atingem o gado leiteiro como: BLAD, DUMPS, CITRULINEMIA E DEFICIÊNCIA DE FATOR XI, e, portanto, ainda não pode ser avaliada a influência destas doenças na mortalidade e fertilidade dos rebanhos bovinos. 

Alguns países como a Índia já realizam estes testes e os exigem para a importação de sêmen ou do animal. O Laboratório LinkGen, credenciado pelo Ministério da Agricultura (MAPA), visando contribuir para melhorar rentabilidade e satisfação do pecuarista, desenvolveu testes diagnósticos através da técnica de DNA para estas 4 doenças. São testes feitos em amostras de pêlo (ou sêmen) e que fornecem a informação sobre a presença do gene de determinada doença: os animais podem ser Homozigotos positivos (apresentam a doença), Heterozigotos (são portadores de 1 cópia do gene) ou Homozigotos negativos (não possuem a doença e não são portadores). 


BLAD (Deficiência de Adesão Leucocitária Bovina) 

É uma doença que resulta em uma função defeituosa dos glóbulos brancos do sistema imunológico. Para o animal demonstrar sinais da doença são necessárias duas cópias dos genes. Animais com uma cópia do gene (portadores) são normais, mas transmitem o gene defeituoso. 

DUMPS (Deficiência de Uridina Monofosfato Sintetase) 

É uma doença caracterizada pela morte prematura do embrião no animal que tem duas cópias do gene. Animais com uma cópia do gene (portadores) são normais, mas transmitem o gene defeituoso. 

CITRULINEMIA

É uma doença genética recessiva que ocorre em conseqüência da deficiência de uma enzima do ciclo da uréia que leva ao acúmulo de amônia no cérebro do embrião. Os bezerros afetados parecem normais logo após o nascimento, pois suas mães são capazes de eliminar a amônia que eles produzem enquanto ainda estão no útero. Já no segundo dia de vida os bezerros são incapazes de degradar a amônia, tornando-se deprimidos e, por conseqüência, não se alimentam normalmente. A detecção de animais portadores dos alelos para esta doença dentro do rebanho auxilia na redução de perdas econômicas acarretadas pelo nascimento de bezerros afetados. 

DEFICIÊNCIA DE FATOR XI

É um distúrbio hemorrágico descrito, pela primeira vez, em bovinos da raça holandesa, mas também relatado em muitas outras raças. O Fator XI participa da cascata de coagulação sanguínea e bovinos com deficiência desse fator podem ter menos partos e aumento da suscetibilidade a doenças infecciosas. Também aqui, a detecção de animais portadores dos alelos para esta doença dentro do rebanho auxilia na redução de perdas econômicas acarretadas pelo nascimento de bezerros afetados.

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

 

© 2013 Espaço VetZoo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top