sexta-feira, 23 de março de 2012

Bancos de Sangue Veterinários - Laboratório de Hemoterapia da FMVZ-USP

12:05

Assim como na medicina humana, na medicina veterinária, existem situações nas quais é necessário realizar transfusões de sangue e suas partes (hemocomponentes), e a falta de doadores é uma situação crítica para ambos.

Na rotina veterinária é comum enfrentar doenças que cursam com anemias profundas, sangramentos profusos e necessidade de repor proteínas do sangue. Pacientes traumatizados, que perderam sangue, intoxicados, em quimioterapia ou com insuficiências de órgão (como o rim) são apenas algumas situações em que a reposição de sangue se faz necessária para a manutenção do animal vivo até que o tratamento surta o efeito adequado. Para isso é utilizado sangue e, assim como na medicina humana, há falta de sangue no estoque dos bancos de sangues veterinários.

O Laboratório de Hemoterapia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP é um banco de sangue que atualmente trabalha com sangue de cães, e, em menor escala, bovinos, equinos, felinos. Por meio de nosso trabalho, é possível salvar vidas e também produzir conhecimento com as pesquisas desenvolvidas, tudo com o intuito final de auxiliar veterinários a salvar ainda mais vidas.


Perfil do doador de sangue

Nosso banco de sangue precisa de novos doadores todos os dias e estamos sempre abertos a todos os interessados em fazer de seus animais nossos parceiros.

Perfil do doador canino:
  • Idade entre 1 e 8 anos de idade;
  • Peso acima de 25 quilos;
  • Sem sinais de doença aparente (animal saudável);
  • Esquema de vacinação e vermifugação atualizadas;
  • Não existem raças específicas para doação, mas os cães precisam ser dóceis ou controláveis, pois nós não sedamos nossos doadores.
  • Perfil do doador felino:
  • Idade entre 1 e 8 anos;
  • Peso acima de 4,5 quilos;
  • Saudável;
  • Vacinação e vermifugação atualizadas;
  • Não existem raças específicas.


Uma observação importante é a necessidade de sedação ou anestesia dos doadores felinos. Portanto os felinos candidatos serão avaliados e dependendo da situação a coleta poderá ser realizada em dia diferente da triagem inicial.

Os candidatos a doadores são examinados por médicos veterinários para avaliar com maior cuidado as condições de saúde do animal. O sangue é coletado e uma parte é remetida para exames que atestarão a sanidade do sangue. Desta forma, há menor risco de reações indesejadas nos animais que receberão a transfusão, especialmente quanto à transmissão de doenças.

As bolsas coletadas são então armazenadas e liberadas, se os exames sorológicos forem negativos e o hemograma estiver dentro dos padrões esperados, sendo este sangue voltado para o uso no HOVET-USP (Hospital Veterinário da USP).

A doação de sangue é feita de modo a estressar o mínimo possível o doador e eles não sofrem nenhuma alteração pós-colheita. Aliás, é incrível ver os cães correndo brincando e pulando ao acabar a doação. Eles também ganham “lanchinho” e muito carinho e atenção.

No caso dos gatinhos, é necessário um período de uma hora após doação para recuperação total da sedação. Vale ressaltar que os protocolos utilizados para sedação de felinos doadores evoluiu muito nos últimos anos, com risco mínimo e recuperação rápida.

Os doadores receberão avaliações físicas e laboratoriais periódicas e, caso apareça algum problema geral, os proprietários receberão as orientações.


Intervalo entre coletas

As colheitas podem ser feitas com intervalo de 2 a 3 meses, e esta periodicidade permite uma avaliação regular, pois toda vez que o animal for doar ele receberá os exames físicos e hemograma. Esse período é muito seguro quanto à recuperação total de todos os componentes sanguíneos, podendo ser o animal doador por vários anos, até sua “aposentadoria”.

Não há remuneração financeira para os doadores ou seus proprietários.


Processamento do sangue

Cada bolsa de sangue pode ser dividida em diferentes componentes sanguíneos (hemocomponetes), podendo auxiliar de 2 a 4 animais em cada doação. Nós trabalhamos conforme as normas da ANVISA para a manipulação e produção de hemocomponentes, fazendo pequenas variações para atender as diferenças de cada espécie.

Podemos separar o sangue em concentrado de hemácias, para tratar anemias; plasma fresco congelado, para repor fatores de coagulação, albumina e expansão de volume; concentrado de plaquetas para os com falta ou disfunção destas. Existem outros hemocomponentes especiais produzidos de acordo com especificações solicitadas pelos veterinários atendentes, residentes ou professores.

Indicações

As principais doenças que necessitam de hemocomponentes são: anemias (sejam crônicas ou agudas), coagulopatias, reposição de albumina e reposição de plaquetas. Dentro de cada uma destas categorias podemos ainda citar algumas causas:

  • Anemias: insuficiência renal crônica, hipoplasia/aplasia de medula óssea (causadas por erliquiose crônica, por exemplo), doenças crônicas em geral, traumas que causam hemorragias, cirurgias com grandes perdas de sangue, quimioterapia.
  • Coagulopatias: intoxicação por venenos de rato anticoagulantes, insuficiência hepática crônica, colestase, intoxicação por heparina.
  • Plaquetas: aplasia/hipoplasia de medula óssea, vasculites, coagulação intravascular disseminada.


Bancos de Sangue Veterinários

Além do Laboratório de Hemoterapia da FMVZ-USP, existem outros bancos de sangue no Brasil. Dentro da cidade de São Paulo, há outros anexados a Instituições de Ensino Superior e particulares. Além da cidade de São Paulo, outras cidades do Estado possuem suporte, como em Itapetininga, Campinas, Bauru e Botucatu (UNESP). Fora do Estado de São Paulo, existem bancos de sangue no Paraná (Londrina-UEL), Salvador-BA, Porto Alegre-RS (UFRGS), Rio de Janeiro entre tantos outros.

Se você se interessou pelo assunto, quer estagiar conosco, ou possui possível doador em sua casa, PROCURE-NOS. Estamos à disposição para esclarecer as dúvidas e interesses.

O Laboratório de Hemoterapia da FMVZ-USP funciona de segunda a sexta das 08:00 às 17:00 horas. Está localizado no Bloco 4 do HOVET, dentro da FMVZ-USP. As coletas são realizadas de segunda a sexta, das 8:00 às 16:00 horas.

Para maiores informações o telefone de contato é (11) 3091-1221 com Ludmila Rodrigues Moroz (ludymoroz@gmail.com) ou Selene Aparecida de Oliveira (selene@usp.br).


Autora:
Ludmila Rodrigues Moroz
Médica Veterinária
Doutoranda FMVZ-USP

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

 

© 2013 Espaço VetZoo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top