quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Pecuarista gaúcho transforma parte da propriedade em RPPN

10:46

O pampa é um bioma rico e precisa ser mantido para garantir o equilíbrio da natureza. É o que faz um pecuarista que transformou parte da propriedade em reserva particular do patrimônio natural.
A carne de ovelha assa lentamente no fogo de chão. Os peões preparam o churrasco da forma típica do Rio Grande do Sul. A fazenda fica em Pedro Osório, a 300 quilômetros de Porto Alegre, onde são criados ovinos de corte e de lã, com um rebanho de 1,2 mil ovelhas. Mas o gado bovino jovem é a principal produção da propriedade.
A pecuária da região cresceu aproveitando o que a natureza oferece, num pasto que se estende para além do que se pode ver.
O criador João Carlos Mascarenhas trabalha com o campo cheio. São cerca de 800 cabeças em mil hectares. Mas o gado não entra na reserva particular do patrimônio natural da fazenda. São cem hectares de uma das únicas reservas desse tipo no bioma pampa. Existem apenas oito em todo o estado.
Uma paisagem de arbustos e vegetação rasteira, com córregos de água contornados pela mata mais alta e mais cem espécies de aves, como a alma de gato, que se farta com os frutos da pitangueira. A diversidade surpreendente é uma das riquezas pouco conhecidas desse bioma.
O professor João Larocca é um dos coordenadores do plano de manejo da reserva, um estudo que definirá como a área será usada. Essa unidade de conservação servirá principalmente para projetos de educação e pesquisa.
O professor e alunos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos fazem um levantamento de animais e plantas que ainda sobrevivem na região. “Além das espécies que nós já tínhamos listados, nós encontramos no mínimo mais dez espécies novas para a área. Então, esta a lista já está em 291 espécies”, diz Larocca.
Os pequenos peixes são essenciais para o equilíbrio da vida. Eles servem de alimento para as aves e comem os mosquitos que poderiam transmitir doenças. Estão ameaçados pelo avanço da pecuária e da silvicultura, que consomem a água dos riachos.
O pampa atual é uma paisagem moldada pela criação do gado. Ao longo dos séculos, muitas plantas desapareceram por causa do pastoreio e das queimadas. Entre as ameaças também está a presença de espécies invasoras, como o capim anonni e os citrus, que competem pelo espaço da mata nativa e as grandes plantações de eucaliptos para a indústria de celulose.
A zona de preservação é uma espécie de banco genético, que no futuro pode garantir não apenas a preservação da natureza, mas também da própria pecuária.
Fonte: Globo.com

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

 

© 2013 Espaço VetZoo. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top